Restaurando label de um cartucho NEO-GEO MVS

Comprar “coisa velha” no Brasil é complexo… Sempre que você arruma aquele tão desejado jogo ele vem todo judiado/arranhado/queimado/mofado.

Eu comprei um cartucho de NEO-GEO MVS (Fliper) com um camarada que sempre arruma tudo que eu peço a ele, mas compro cego e só vejo o produto no final, e como se trata de um artigo que provavelmente já rodou algumas muitas máquinas nos bares dos Zés ,Oswaldos  e Antonios, ele veio BEM detonado.

O jogo em questão é o Garou Mark of the Wolves, puta jogo de luta da finada SNK, sim eu sei que eles ainda estão no ramo de games como SNK Playmore, MAS nunca mais fizeram um game foda como na época de ouro da velha e boa empresa de Osaka.

Quando ela chegou, já vi que o cartucho tinha sido muito usado, bem arranhado e com marcas de que foi guardado que nem um pano de chão pelo cidadão anterior, provavelmente jogado num depósito da taicorama como um dos poucos garous que vieram pro Brasil. Afinal o povo daqui só queria saber das KOF Magic Plus, os bootlegs mais descarados e desbalanceados do universo.

Um sentimento: DOR.

Um sentimento: DOR.

Ao olhar a label, ela era inexistente, uma alma caridosa pegou um marcador de cd e escreveu “GAROU” no que sobrou do papel arrancado, se não fosse isso duvido que esse cartucho estaria com quem vos fala hoje e teria virado lixo tecnológico num aterro da vida, mas felizmente esse ai deu sorte e vamos recuperá-lo!.

Primeiro eu sai em busca da arte dos labels, como a MVS tem o propósito de ser arcade as labels são bem simples, já que o usuário nem chega a operar a placa diretamente. Felizmente tenho um amigo que é tão fissurado em SNK quanto eu e é uma pessoa muito querida, ele rapidamente arrumou não só a label pronta como o poster da lateral do garou pra eu colocar no mini-arcade JOJO s2!

Como já diria o narrador do Winning Eleven: YEEEESS!

Como já diria o narrador do Winning Eleven: YEEEESS!

Com a parte mais complicada pronta foi só uma questão de paciência e cuidado, comprei umas etiquetas da pimaco que são grandes ( pimaco 6268 ) e um pouco de contact e fui a luta.

Sr. Myagi : Mostle-me Limpa Catulcho.

Sr. Myagi : Mostle-me Limpa Catulcho.

Depois de limpar a pior tentativa de nomear um cartucho que eu já vi ( tirando o mariokart paraguayo do sr. Cicero ) eu preparei a label pra colagem, o que eu fiz foi muito simples.

É a dança do maxixe! Um Label no meio com um contact e um cartucho fazendo sanduíche! *vomita*

É a dança do maxixe! Um Label no meio com um contact e um cartucho fazendo sanduíche! *vomita*

Depois de imprimir os labels, vários deles por que eu sempre termino fazendo cagada com essas coisas delicadas demais, eu colei o contact por cima pra dar uma durabilidade maior E reproduzir o look n feel do original, pegue um estilete e uma régua pra fazer um trabalho decente, a não ser que você seja o Ryu Hayabusa das tesouras, pois caso contrário vai ficar tudo torto.

Ó! Já da pra casar heim Raphael!

Ó! Já da pra casar heim Raphael!

Depois de se certificar que o lugar que você vai colar esteja LIMPO, com bastante calma cole a label de dentro pra fora pra evitar bolhas.

Se você fez tudo certo, deve ficar parecido com isso.

Se você fez tudo certo, deve ficar parecido com isso.

 

Voilá! Cirurgia plástica completa! Agora seja um cara legal e tire uma foto dos seus labels e mande pra gente!

:)

🙂

 

Gamecube Modchip – Xeno GC v2

Demorou mas eu finalmente comprei um game cube, diga oi para o Mario em suas diversas aventuras como o encanador mais versátil da galáxia correto?

Não.

Eu acho incrível como os jogos desse console estão na faixa de preço dos de Xbox e afins, lembrando que este console é de 2001, portanto eles deveriam ficar um pouco mais baratos. Eu coleciono consoles por que gosto de JOGAR, então pra mim tanto faz se eu estou jogando um pirata ou original contanto que seja no console.

Santa conta corrente Batman!! O que faremos agora?

Modchip to the rescue BITCH!

DSC_0028

Continuar lendo